Em São Vicente – SP terreno no Tancredo Neves é o novo sonho da casa própria

Uma parceria entre a Prefeitura de São Vicente, a Companhia de Habitação da Baixada Santista (Cohab Santista – representando Santos) e a Caixa Econômica Federal deve garantir nos próximos anos a construção de 2.240 moradias populares no Bairro Tancredo Neves, em São Vicente. A demanda será repartida igualmente entre os dois municípios.

Ou seja, 1.120 unidades serão destinadas aos vicentinos, enquanto as outras 1.120 contemplarão pessoas que hoje moram em Santos. A diferença está no programa disponível para cada cidade. No caso de São Vicente, a escolha dos beneficiados será feita por sorteio, atendendo ao cadastro habitacional do Município, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, atrelado à Caixa.

Já em relação a Santos, os conjuntos farão parte do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), também do Governo Federal, e por isso atenderão a uma demanda direcionada. Nesse caso, famílias que vivem no Dique da Vila Gilda e na favela do Jardim São Manoel, ambos na Zona Noroeste.

Geografia

Localizada próxima ao Rio Casqueiro, a maior parte da área que receberá essas 2.240 famílias fica em terras pertences à Cohab Santista há quase três décadas. O Município de São Vicente, porém, também cedeu alguns loteamentos para a Caixa Econômica Federal executar os serviços (a mensagem do prefeito Tercio Garcia repassando essas glebas foi aprovada em primeira discussão pelos vereadores na sessão legislativa da última quinta-feira).

Procurada, a assessoria de imprensa informa que a Caixa só vai se manifestar oficialmente após o encerramento de todas as tratativas. Mas tanto a Prefeitura de São Vicente quanto a Cohab Santista confirmam que as negociações já estão praticamente concluídas.

“O que falta agora é a emissão de um laudo do Grapohab (Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo), autorizando o projeto. A Cetesb também pediu alguns ajustes na parte de Santos”, informa o secretário de Habitação de São Vicente, Luiz Liberto.

Embora não haja um cronograma determinado, a expectativa é que os trabalhos tenham início no começo do próximo ano. Serão erguidos prédios de quatro andares e com apartamentos no térreo, todos com dois dormitórios.

Com a confirmação do convênio, o prefeito Tercio Garcia apresenta uma preocupação que tem a partir da conclusão das obras. Como aquela região de São Vicente vai absorver uma população estimada de 9 mil pessoas?

“É um questionamento muito importante, que não pode ser desprezado. Não adianta as pessoas terem uma habitação mais digna, se não tiverem condições de higiene, saúde, educação e lazer”, justifica.

Infraestrutura

Por meio de uma nota, a assessoria de imprensa da Cohab Santista informa que o projeto em desenvolvimento prevê a construção de uma escola, uma unidade de saúde e diversas praças com áreas verdes.

Fonte: A Tribuna

Publicado na categoria: Notícias sobre Minha Casa Minha Vida, Construção Civil e Casas em Condomínio. | Com a tag , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


3 − = 0


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

« Voltar